quarta-feira, março 21, 2007

Quando tento te encontrar...























Absorta em meus pensamentos. Um vazio.
Uma falta sentida, mas não tangível.
Tento lembrar. Esqueço. Lembrei-me de sempre esquecer.
Mecanismo questionável, mas muito eficiente.
Lembrar é recordar, e recordar, pra mim, não é viver.
Quanto mais tento entender, mais me confundo.
Quanto mais tento recordar, mais me esqueço.
Quando mais tento te encontrar, mais me perco...

5 comentários:

Fil Porto disse...

fala dona poetisa..bacana o escrito, característico da srta. como sempre..ta evoluindo, novamente mantendo a regularidade das postagens.
Mas ta bacana,um olhar introspectivo e sincero..um ar de tristeza tb, o qual não combina com sua alegria..entonces pode ir parando e se animando ae...bjão poetisa.

Doug disse...

Belo decote e muito bom o texto e vice-versa!!

Parabens!!

Beijocas!

Renata Araújo disse...

Linda demais a foto e o texto primoroso.
Estou me sentindo exatamente assim!
Tudo muito incerto!
Mas isso que dá graça à vida né?
Esses altos e baixos, essas reflexões...

ps:. Eu sumi daqui, foi mal!

Beijooooos

[copos vazios] disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
[copos vazios] disse...

Olá...
Olha eu aqui de novo!
=)
Só pra avisar que fiz meu blog...

www.coposvazios.blogspot.com

Ainda não está muito legal, só têm dois textos e falta muita coisa pra ajeitar ainda, mas gostaria que você passasse lá...

Beijinhos

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Bacharel em Letras-Português Inglês pela UFRJ - Jornalista formada pela UNESA. Por mim mesma (26/07/2007) Não sei desenhar. Não vejo novela. Não sei quem é a atriz do momento. Como a nêga, nunca fui à Bahia não. Nem quero ir. Não gosto de mate. Não faço pilates. Nem ioga. Odeio Paulo Coelho. Abomino Jabour e Mainardi. Não queria morar numa cabana. Não queria ter um iate. Queria ter menos preguiça. Queria ter menos vontade. Queria tocar piano. Queria cantar. Bem alto. Queria ler todos os livros bons. Queria ler a alma, dos maus. Queria comer chocolate e não engordar. Rir na hora de calar. Queria ter mais amigos verdadeiros Queria ter menos amores vãos. Queria ter poderes mágicos. De parar o tempo. De fazer voltar as horas. Queria ter mais vidas Pra caber tudo Que eu queria ser.