quarta-feira, setembro 26, 2007

Ao amanhã

Sigo em frente.

Mesmo que matem o sonho
Mesmo que a dor seja pungente
Mesmo com a alma em pedaços.

Sigo em frente.

Mesmo que mais nada saiba
Mesmo que não mais pense

Mesmo que o amanhã
bata à porta
Da mente.

Sigo em frente.

7 comentários:

Doug disse...

Dessas 3 últimas essa foi a melhor, e não sei se é porque me identifiquei com a situação que to pasando, mas enfim, essa mexeu comigo...parabens!!

Fil Porto disse...

é girl, é duro,mas seguir em frente é necessário, não se deixe cair não, és guerreira,leoa, mostra tuas garras e pega o que é teu!

Hanzo disse...

...The hope lives on beneath the blazing sun
One day you'll come

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
In my dreams somehow... "

Bruce Dickinson, The Arc Of Space And Time

Anônimo disse...

Olha adoro o que vc escreve. Mas professora q é professora não pode ter erro de portuguÊs. Revise melhor seues textos, para que correspondam à grandeza dos seus sentimentos.

punGentes.

tati disse...

Você tem toda razão! Foi um erro mesmo, imperdoável... Mas já consertado, com S, ok??? Obrigada, mas podia ser mais delicado da próxima vez, né? Afinal, a ortografia está relacionada muito ao ato da escrita manual, erros de digitação são comuns, principalmente quando as letras representam o mesmo fonema... Mas não quero justificar meu erro não, errei mesmo!!

tati disse...

E assim como assumo um erro você podia assumir sua identidade,né? Anonimato é pros fracos de espírito, não acha?

Anônimo disse...

Não é por mal que fico como anônimo. Mas você não me conhece. Por mais que eu te dê meu nome, meu RG e CPF...rs. Não vaia diantar. Continuarei sendo um anônimo.
E não quis ser grosso. Admiro muito o que você escreve. Só quis mostrar que revisar os textos ajuda e muito com o quesito credibilidade.

Continue a escrever sempre. ;)

Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Bacharel em Letras-Português Inglês pela UFRJ - Jornalista formada pela UNESA. Por mim mesma (26/07/2007) Não sei desenhar. Não vejo novela. Não sei quem é a atriz do momento. Como a nêga, nunca fui à Bahia não. Nem quero ir. Não gosto de mate. Não faço pilates. Nem ioga. Odeio Paulo Coelho. Abomino Jabour e Mainardi. Não queria morar numa cabana. Não queria ter um iate. Queria ter menos preguiça. Queria ter menos vontade. Queria tocar piano. Queria cantar. Bem alto. Queria ler todos os livros bons. Queria ler a alma, dos maus. Queria comer chocolate e não engordar. Rir na hora de calar. Queria ter mais amigos verdadeiros Queria ter menos amores vãos. Queria ter poderes mágicos. De parar o tempo. De fazer voltar as horas. Queria ter mais vidas Pra caber tudo Que eu queria ser.